Rotary Clube Bangu debateu Projeto Apadrinhar – o anfitrião presidente André Luiz (dir.), diploma o palestrante –

O Rotary Clube Rio de Janeiro Bangu recebeu na noite da última quarta-feira (14.03), para uma palestra, em sua sede, na Rua Silva Cardoso, 50, centro – o juiz Sérgio Luiz Ribeiro de Souza que apresentou o Projeto Apadrinhar da 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso da Comarca da Capital/RJ, em Campo Grande.

Após um breve relato sobre a estrutura dos abrigos e orfanatos, suas formas de organização – deveres e responsabilidades – e dificuldades materiais e afetivas, o palestrante lembrou que existem aproximadamente 8000 crianças e adolescentes com adoção pronta, porém, fora do perfil desejado pelos quase 40.000 interessados. Lembrou ainda, que o setor público não tem creches, assistentes sociais nem psicólogos suficientes e que falta vontade política para resolver a questão. “Nós não superamos todas as barreiras e fizemos a Copa do Mundo? Então, é assim que se faz! Desse jeito resolveríamos a questão em 15 anos aproximadamente”, especulou o juiz.

 

Na sequência o palestrante apresentou o Projeto Apadrinhar vencedor do Prêmio Innovare, que tem dado excelentes resultados no que tange à sustentabilidade dos orfanatos e abrigos. O juiz esclareceu que o Projeto Apadrinhar veio para facilitar a aproximação de quem precisa de ajuda de quem quer ajudar; e qualificou os padrinhos: o provedor é aquele que não tem tempo, mas pode contribuir com ajuda financeira, que não precisa ser grande e sim contínua; o prestador de serviços é aquele profissional especializado – médico, dentista, costureira (o), pedreiro… – que pode reservar um dia ou horas para atender; o padrinho afetivo é aquele que vai dar atenção ao afilhado, visitando-o regularmente para uma atividade lúdica ou até mesmo um passeio externo, ou quem sabe, uma visita à sua família -do padrinho- .
Para participar ou obter maiores informações você pode ligar para (21) 3470-9800 informando sobre o interesse ou acessar o site www.Apadrinhar.org ou http://2vriji.blogspot.com.br. Se preferir, envie um e-mail para scr02viji.apadrinhamento.jus.br informando seu nome, endereço e telefones de contato, ou, ainda, preencha um formulário preliminar que está disponível: na internet e na 2ªVRIJI, instruindo-o com a documentação básica: RG, CPF e comprovante de residência, enviando por e-mail, fax (3470.9800) ou , finalmente, entregando pessoalmente na Quarta Vara da Infância (Rua Carlos da Silva Costa, 141, Campo Grande/RJ).

Comentários

comentários