Páscoa movimenta comércio da Zona Oeste

Não é preciso pesquisar para concluir que a Páscoa atrai para o comércio central de Campo Grande, Bangu, Santa Cruz e Realengo, um maior número de pessoas dispostas a comemorar a Páscoa. Comerciantes formais e informais apostam que o movimento está maior quando comparado com o mesmo período do ano passado.
Os mais entusiasmados acreditam que as pessoas gastem até R$ 250,00 com ovos, bombons e presentes. Os conservadores reduzem esse valor pela metade, enquanto os pessimistas se contentam com R$ 80,00.
O mercado de trabalho também se beneficia com evento: profissionais com experiência de vendedor, caixa, promotor de vendas, demonstrador e repositor foram contratados e podem ser efetivados, dependendo do desempenho individual e/ou do comportamento do pos vendas. Contudo, o aumento das vendas não deverá ser superior a 6%.
” Estamos saindo de uma recessão, após a correção dos estragos feitos em nossa economia, é normal que o crescimento seja baixo, mas é sólido, esperamos que se repita nos próximo eventos do nosso calendário”, disse Áureo Silva, comerciante de jóias e bijuterias que garante queda emoção da Páscoa atinge todos os segmentos.

Comentários

comentários