Zona Oeste volta a sonhar com a Escola de Música Villa-Lobos

O professor de música Anderson Benac, é um fiel observador dos jovens da Zona Oeste sem acesso a uma instituição pública de qualidade que lhes ofereça um curso de formação musical. Segundo ele, a educação musical sociabiliza, forma profissionais, fomenta cultura, ocupa os jovens de forma lúdica e contribuindo para uma questão fundamental nos dias de hoje: afastá-los da criminalidade, pois a música também é terapia e produz afeto cumprindo um papel socioeducativo numa região tão desvalida de iniciativas públicas.
Por isso, Benac tomou a iniciativa de fazer um abaixo-assinado que será encaminhado à Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro cobrando a adoção de medidas através dos órgãos públicos competentes, entre elas a instalação da Escola de Música Villa-Lobos na Zona Oeste, proposta por ele em 2008. A petição de apoio pode ser assinada por todos no link a seguir: https://secure.avaaz.org/po/petition/Escola_de_Musica_VillaLobos_na_Zona_OesteRJ_para_nossos_jovens_Assine_Ja_Iniciativa_do_musico_Anderson_Benac_desde_2008_/?fXfHqkb&fbogname=Anderson+Benac.&utm_source=sharetools&utm_medium=facebook&utm_campaign=petition-515103-Escola_de_Musica_VillaLobos_na_Zona_OesteRJ_para_nossos_jovens_Assine_Ja_Iniciativa_do_musico_Anderson_Benac_desde_2008_&utm_term=XfHqk

Sua iniciativa tem o apoio do Sociólogo e professor Flávio Oliveira da Silva, do professor e músico Ricardo Le Duque e da socioambientalista Deca Serejo, além dos demais membros dO Coletivo OESTE Presente, Ives Macena, diretor da Lona Cultural de Campo Grande; Vinicius Botelho (Prof. e músico); Dr. Euclides Lopes (advogado trabalhista); Flávio Oliveira (Prof. e sociólogo); Bentaci Benac (Prof. Português/Espanhol, atriz, poetisa e coordenadora do SARAU INTERARTE); Gulliver Vagner (Assistente Social e ator); Jefer Giani; Maria Zenayde (atriz e cantora); Alex Veronese (músico); Lenine (Vice-presidente da Sociedade CAATYBA de preservação ambiental; Américo Mano (Prof. Literatura e poeta) e Domingos Silva, produtor cultural.

O Grupo vive a expectativa da participação maciça da sociedade campograndense assinando a petição, fundamental para o sucesso da ação.

 

 

Comentários

comentários