Comissão Provisória assumiu a gestão do Campo Grande Atlético Clube

Sob a luz de lampião, a Comissão Gestora Provisória criada e empossada pelos sócios beneméritos em reunião recente, assumiu na noite de ontem (22.05), na sede do clube , a tarefa de preparar o clube para eleger o novo Conselho Diretor que, segundo os sócios beneméritos, está com o mandato vencido. Ademir Rocha, Sílvio Fernando Alves, Adilson Borges Teixeira, Hélio de Pinho e Naldineia Albertina Barcelos darão plantão no Clube a partir de amanhã (23.05).


O deputado estadual Paulo Ramos que tem apoiado o Movimento, dirigiu a reunião e ajudou a traçar o Plano de ação: ” Convidei o vereador Zico para está reunião, já que ele foi citado pelo “ex- presidente Humberto Costa” como futuro presidente do Clube; ele aceitou, mas justificou sua ausência, hoje pela manhã, sem mostrar intolerância com o Movimento. Temos que caminhar de acordo com incumbência dada pelos conselheiros, a Comissão tem que trabalhar, apurar os fatos, corrigir e criar as condições necessárias para a fiel gestão do clube; amanhã temos que enviar ofícios às autoridades públicas e privadas informando a nossa assunção ao poder, fazer um inventário de tudo que temos aqui – administrativo e operacional – . Já liguei para o presidente da FFERJ, Rubens Lopes, para nos receber, e vou pedir ao comando do Batalhão de Policia Militar para, se for necessário, manter uma viatura no local”, orientou Paulo Ramos.
A reunião foi assistida por dezenas de sócios interessados nos desígnios do clube e por curiosos.

A ata da última reunião foi lida pela sócia Naldineia Barcelos e a seguir, o também sócio Edson Silva Oliveira – Cel Edson- apresentou um projeto para a gestão de recuperação do clube, para posteriormente ser analisado e votado. Foi entregue cópias aos interessados. Edinho, como também é chamado, passou a palavra para os membros da Comissão para que reafirmassem o compromisso assumido:

Hélio de Pinho assumiu a tarefa de levantar dados do quadro social; Naldineia Barcelos disse que vai fazer o que gosta: levantar dados das atividades em andamento no clube, principalmente nas divisões de base; Almir Rangel disse que está quase aposentado, mas torce para que as ações junto a federação tenham sucesso, e que pode colaborar; José Wirths aceitou fazer o levantamento do patrimônio do clube, mas pediu uma equipe de apoio; Ademir Rocha disse que está disposto a fazer qualquer sacrifício pelo clube, porém, pediu a adesão de mais companheiros; Luiz Gonzaga não quis falar, nem Adilson Borges. Fora da comissão, o ex-atleta Biluca se colocou à disposição para colaborar.

 

Comentários

comentários