Professor questiona Autódromo em floresta de Deodoro

No dia do Meio Ambiente, o Rio de Janeiro acorda com a notícia que a prefeitura se movimenta para construir um Autódromo em Deodoro, disse o professor e meio ambientalista Luciano Tadeu. E continuou: “A notícia seria até boa, se não fosse o local! Para a realização desse empreendimento, será destruída a Floresta do Camboatá: uma das últimas áreas planas remanescentes, de Mata Atlântica, na Cidade do Rio de Janeiro”, lembrou o educador. E questionou: erá que não existe uma outra área onde esse Autódromo possa ser feito?

Comentários

comentários