De volta ao Bangu

O ídolo Marcão está de volta ao Bangu. O ex-jogador e ex-técnico alvirrubro assumiu a coordenação técnica do time de Moça Bonita e quer resultados.
Com um carinho especial pelo clube que o revelou para o futebol, Marcão espera influenciar positivamente os jovens na disputa da Copa Rio, próxima competição que a equipe da Zona Oeste vai disputar a partir do segundo semestre, quando entrará na 2ª Fase.
– Tenho um carinho enorme pelo Bangu. Foi onde comecei minha história como atleta, como treinador, e agora como coordenador técnico. Vou poder contriubuir agregando valores com tudo que aprendi no futebol – afirmou o ex-volante, ressaltando a importância dos grandes ídolos do clube.
– Quando comecei no Bangu, tive como referência jogadores como Ado e Marinho. No Fluminense, o Duilio e o Assis. Eles estavam sempre nos vestiários nos servindo de inspiração. Como profissional, podemos passar nossa experiência de vida e tudo o que se pode acontecer numa carreira de um atleta – afirmou.
Sobre a Copa Rio, Marcão espera montar uma equipe competitiva para o torneio.
– Temos de adequar o orçamento e, ao mesmo tempo, montar uma equipe forte. Já tive uma resposta muito boa do grupo que está sendo montado, mesclando as nossas categorias de base – contou.
Antenado na Copa do Mundo da Rússia, Marcão, que chegou a ser convocado para a seleção brasileira nos tempos de Fluminense, e atuou ao lado de grandes jogadores, entre eles Thiago Silva, titular da defesa da equipe de Tite, rasgou elogios ao zagueiro e ex-companheiro.
– Exemplo de superação. Passou quatro anos sendo questionado e fez uma Copa de excelência. Erro zero – frisou o ex-jogador, marcado pelos gols de bicicleta que marcou na carreira.
– Um deles foi pelo Bangu, contra o Campo Grande, em Moça Bonita, pelo Carioca. Uma pena que não temos imagens desse gol – lamentou.

Comentários

comentários