Campo Grande ganha primeiro posto de doação de leite materno

 

Alimentação. Proteção. Vínculo. Tudo isso é proporcionado por uma das principais interações entre mãe e bebê: a amamentação. Para reforçar os benefícios do aleitamento materno, a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove, durante este mês, conhecido como Agosto Dourado, uma série de atividades. Serão oferecidas não apenas orientações, mas também atividades de integração, de fortalecimento de vínculos entre mãe e filho, além de outras ações que ressaltam a importância da amamentação

Um dos destaques da programação é a inauguração do primeiro posto de recebimento de leite humano da atenção primária da região de Campo Grande, nesta terça-feira, dia 7. A unidade, que fica no Centro Municipal de Saúde Edgard Magalhães Gomes, em Inhoaíba, fará recolhimento das doações para dar suporte ao Hospital Municipal Rocha Faria, que atualmente realiza cerca de 400 partos por mês. Além disso, o posto dará orientações sobre ordenha e armazenamento de leite às doadoras e fará coletas em domicílio uma vez por semana.

Confira a programação do Agosto Dourado:

Campo Grande:
Hospital Municipal Rocha Faria: dia 7, das 8h às 13h, a CAP – Coordenacão de Saúde de Atenção Primária de Campo Grande, em parceria com a CAP de Santa Cruz, Paciência e Sepetiba, promove o Primeiro Seminário Intersetorial do Aleitamento Materno.

Santa Cruz, Paciência e Sepetiba:

– Shopping Santa Cruz: dia 9, das 9h às 13h, mamaço e atividades com participação dos jovens do RAP da Saúde.

– CF Ilzo Motta Mello: entre os dias 7 e 10, na parte da manhã, sala de espera sobre o aleitamento. Dia 9, às 9h, apresentação de teatro/jogral no CRAS, com a participação do RAP da Saúde. Dia 10, das 9h às 12h, tenda informativa e participativa na Praça Daniela Peres.

– CF Lenice Maria Monteiro Coelho: dia 7, sala de espera sobre amamentação e o desenvolvimento do bebê. Dia 08, às 14h, atividades com gestantes e lactantes com a educadora física do NASF.

– CF Deolindo Couto: dia 7, às 9h, encontro do grupo de gestantes com a equipe de Odontologia.

– CMS Adelino Simões: dia 7, às 14h, debate sobre amamentação e dinâmica “Fala sério” ou “Com certeza” e sorteio com enfermeira. Dia 8, às 9h30, conversa sobre mitos e verdades sobre o aleitamento materno, picamalácia, introdução alimentar e desmame. Quiz para as mamães, antropometria e café da manhã saudável serão promovidos pelos estagiários do curso de nutrição da UNICBE Santa Cruz e enfermeira.

– CF Alice de Jesus Rego: dia 7, a atividade será com um educador físico sobre a importância da amamentação.

– CF Floripes Galdini Pereira: dia 7, roda de conversa com nutricionista sobre as desvantagens da utilização do leite artificial. Dia 8, roda de conversa com pediatra sobre os benefícios da amamentação e os cuidados com o bebê para prevenir a broncoaspiração.

– CF Waldemar Berardinelli: dia 7, mamaço (paródia RAP).

– CF Ernani Braga: dia 7, às 10h, palestra no auditório sobre aleitamento materno, com enfermeiro dando orientações às mães adolescentes com seus bebês; aferição de parâmetros biométricos; maquiagem em mães adolescentes feita por profissional. Dia 8, às 10h, no também no auditório, haverá uma mesa de chá, alongamentos para lactantes realizados por educador físico e aulão de dança para encerramento das atividades.

– CF Valéria Gomes Esteves: dia 7, grupo de gestantes e roda de conversa sobre as situações de dificuldades no aleitamento. Dia 8, apresentação da paródia melô do Colostro, na creche Inaiá Wanderle.

– CF Jamil Haddad: dias 7 e 8, salas de espera sobre sensibilização, com auxilio de músicas pelo RAP da Saúde. Dia 7 também serão dadas orientações e incentivos à amamentação nos grupos de planejamento reprodutivo. Dia 9, mamaço da CAP – Coordenação de Saúde de Atenção Primária.

– CMS Décio do Amaral Filho: dias 7 e 9, salas de espera com o tema Aleitamento.

Dia 8, às 10h, grupo de amamentação com um café da manhã e palestra da fonoaudióloga sobre aleitamento materno.

– CF Lourenço de Mello: dia 15 (manhã e tarde), sala de espera com o RAP da Saúde e enfermeiros sobre valorização do aleitamento materno, utilizando a paródia criada pelo RAP da Saúde e apresentação de esquete teatral.

Comentários

comentários