Campo Grande Atlético Clube escolheu novo Conselho – Presidente Humberto votou e disse: missão cumprida

O Campo Grande Atlético Clube realizou durante o dia de sábado (24/11) eleição que indicou seu novo Conselho Deliberativo para o triênio 2019/21. Quarenta (40) eleitores entre Conselheiros Natos e sócios, foram unânimes ao eleger a Chapa “Novo Campusca” capitaneada pelo vereador Zico. O atual presidente do clube, Humberto Fernandes Costa dirigiu os trabalhos assessorado pelo advogado Julio Cesar Magalhães que disse ter agido de acordo com as regras estatutárias, e que pequenas dúvidas poderão ser esclarecidas entre as partes, que julga torcer pela recuperação do clube.

Humberto, Naudineia e o Cel. Edson falam do projeto e do futuro do clube

“Saio com o sentimento do dever cumprido, aceitei a difícil tarefa de fazer a transição de um poder polêmico e desacreditado para um novo poder, que me provou suas boas intenções com o clube, e capacidade para trazer soluções para os graves problemas existentes. Espero que à oposição aproveite a oportunidade e nesse novo momento atue de mãos dadas com quem já está realizando seu projeto, com meu apoio, mesmo antes de assumir o Clube, disse o presidente Humberto Costa.
O vereador Zico disse que chegou a hora da oposição e dos sócios provarem que gostam mesmo do clube apoiando e participando do projeto. “Fiz um projeto de recuperação do clube porque senti que a sociedade local queria isso. Sou político e tenho a obrigação de ouvir os anseios da população. Já estamos desde o semestre passado investindo capitais financeiro e humano na recuperação do clube, desde o futebol até nas estruturas físicas e instalações do estádio. Acredito que com o início oficial do meu mandato e com a participação de todos, as coisas acontecerão com maior velocidade e a “Série C possa virar Série B”, explicou Zico.

Grupo comemora o resultado

Presentes ao evento Naudineia Albertina Barcelos e Edson Silva de Oliveira – Coronel Édson – símbolos da resistência do campusca – acompanharam parte dos trabalhos dizendo que estavam ali para fiscalizar a lisura do pleito, conhecer o que o projeto tem de bom para o clube, e lamentaram não terem sido informados do evento com antecedência.

Comentários

comentários