Amanhã tem Concerto de Natal em Santa Cruz

O Programa Orquestra nas Escolas da Prefeitura do Rio esta dando frutos nesse fim de ano: a série Concertos de Natal, estrelada por cerca de 1.500 alunos de 45 unidades de ensino do município. Eles se revezam em espetáculos que acontecem até 18 de dezembro em todas as regiões da cidade. Os artistas têm de 8 a 15 anos e fazem parte dos 11 mil estudantes do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental já beneficiados com o inédito programa implantado em março de 2017 pelo prefeito Marcelo Crivella. A abertura foi na segunda-feira, dia 3, às 13h, com a estreia da Orquestra de Garrafas reproduzindo sons de sinos na escadaria do Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade de Natal.
No dia 14 de dezembro (amanhã), as 15h, no auditório da Siderúrgica Ternium, em Santa Cruz, a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca fará a penúltima apresentação da temporada. O pianista Guilherme Arantes fará uma apresentação especial.

As atividades do Programa Orquestra nas Escolas acontecem em polos instalados em unidades das 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), atendendo todas as regiões da cidade. Violino, contrabaixo acústico, oboé, fagote, trombone, bandolim, cavaquinho, percussão e até canto coral são algumas das muitas opções de musicalidade oferecidas aos estudantes. Cada músico recebe por mês bolsa-auxílio de R$ 200,00, lanche e vale-transporte. Alunos do 9º ano que seguem para o Ensino Médio têm a oportunidade de atuarem como monitores do programa.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, o programa implantou, em menos de dois anos, oito formações musicais. São elas as orquestras Juvenil Carioca, de Flautas, de Cordas e de Sopro Rivadávia Corrêa; a Orquestra de Jazz; a Camerata de Choro Orsina da Fonseca; o Coro Laboratório Orsina da Fonseca; e a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, que conta em seus concertos com participações de integrantes desses grupos. Juntos, eles contabilizam mais de 200 apresentações em diversos espaços e eventos da cidade. A estimativa da Prefeitura é de que, até 2020, o programa contemple 80 mil estudantes da rede.