Toma posse o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural do Rio de Janeiro

Tomou posse na manhã desta quarta-feira, 19/12, no Auditório 11 da UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro – o renovado Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural do Rio de Janeiro (CMDR – Rio).
Criado pela Lei Municipal no. 3.097, de 13 de setembro de 2000, e desativado três anos depois, o conselho, que sempre teve por finalidade propor diretrizes para elaboração e implementação de políticas públicas municipais para desenvolvimento rural sustentável, está de volta.
– Foram quatro pré-conferências e uma conferência Municipal de Política Agrícola e Desenvolvimento Rural para que os membros do Conselho fossem escolhidos. E aconteceu da forma mais democrática, já que o representantes da agricultura urbana do Rio foram os responsáveis pela escolha dos integrantes que irão representá-los frente ao poder público – explica um dos coordenadores do Programa de Agricultura Urbana, Carlos Saraça.
A importância das pautas para este novo tempo, no qual uma das metas do milênio é a segurança alimentar, alimentação saudável e sustentável, por exemplo, foi o necessário para que a Prefeitura, através da Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI – Rio), que tem sob sua atribuição institucional a formulação e coordenação de políticas de desenvolvimento rural e agrário, abraçasse esse Conselho e desse apoio.
Para o subsecretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Epitácio Brunet, é possível e necessário para o desenvolvimento de qualquer região que coexistam, no mesmo território, atividades econômicas distintas, como a industrial, a comercial e a agricultura urbana/familiar:
– O que precisamos é eliminar a distância entre quem produz e quem consome, a exemplo de diversos programas de sucesso existentes pelo mundo todo. A agricultura urbana tem um papel fundamental, que empodera e dá dignidade e sustentabilidade a muitas famílias – comenta .

São membros efetivos do Conselho pelo poder público: Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (Cláudio J.P. Souza); Secretaria Municipal de Educação ( Darcy Tadeu X. Campos); Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Julio Cesar L. M. Barros; Secretaria Municipal de Fazenda ( Wolner Ferreira da Costa); Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária ( Angela Aparecida L. Furtado); Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural ( José Leonel Rocha Lima ); Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário ( Almir Filho); UFRJ – Nucleo de Estudo em Ambiente, Território e Sistema Agroalimentares ( Annelise Caetano F. Fernandez ); Frente Parlamentar Municipal da Segurança Alimentar é da Agricultura Urbana ( Vereador Renato Cinco); SMDEI/SUBDEP – Subsecretaria de a Desenvolvimento e Planejamento ( Epitácio Brunet); Instituto de Nutrição Annes Dias ( Paricia Valéria Costa); Conselho Municipal de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro ( Taís Souza Carvalho); Secretaria Municipal de Urbanismo ( Marisa Valente dos Santos); Instituto Pereira Passos ( Gisele Raymundo Silva ); Superintendencia Regional do Trabalho RJ ( Diogo de Carvalho A. Silva); Secretária de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento ( Solimar Oliveira de F. Verra); Superintendencia Federal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado do RJ ( India Medeiros); Fundação Instituto de Pesca do Estado do RJ ( Pedro Vieira); Conselho de Seguranca Alimentar do Município do Rio de Janeiro ( Margareth Carvalho Teixeira ).

São membros efetivos do Conselho pela Sociedade Civil: Associação de Moradores da Comunidade Alto Camorim ( Maraci Santos Soares); Sindicato Rural do Município do Rio de Janeiro ( Pedro Paulo de O. Bello); Centro de Educação Multicultural (Ana Paula da Cruz Santos); Rede Carioca de Agricultura Urbana ( Francisco Caldeira ); Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa ( Márcio Matos de Mendonça); Sociedade Nacional de Agricultura ( Sylvia Wachner Boss); Rede de Educação Ambiental do Rio de Janeiro ( Jacqueline Guerreiro Aguiar); Juventude Agroecológica ( Milton Carlos E. da Silva); Associação Plano Popular da Vargens ( Giovana Berti); Instituto Permacultura Lab ( Diogo Maneschy); Sementes da Terra ( Carmem Yara da S. Farias); Associação dos Engenheiros agrônomos do Estado do RJ ( José Leonel R. Lima); Verdejar Socioambiental ( Marcelle Ribeiro Fellippe); Eco Museo Kaa- Atlântica ( Maria Celia de Abreu); Instituto de Desenvolvimento e Ação Comunitária ( Marconi Bezerra Santos); Pastoral Meio Ambiente ( Vagner Martins Ribeiro ); Federação das Associações de Moradores do Município do Rio de Janeiro (Abílio Valério Tozini).