Fiscalização remove e lacra 28 vans na Zona Oeste

Fiscais da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), removeram 24 vans – das quais, sete piratas – das vias da cidade. Além disso, 59 autuações foram aplicadas, incluindo quatro lacres. As remoções aconteceram durante a terça-feira, 29, e na parte da manhã desta quarta-feira, dia 30, principalmente nos bairros de Campo Grande, Bangu e Santa Cruz. O objetivo das ações é trazer mais segurança na mobilidade dos usuários do transporte complementar, fiscalizar os serviços prestados por vans e kombis do sistema e reprimir o transporte ilegal realizado por vans piratas.

Durante a fiscalização em Campo Grande, agentes removeram vans que realizavam o transporte de passageiros em veículos com o selo de vistoria fora da validade e em mau estado de conservação. Fiscais também flagraram permissionários transitando com lotação excedente à permitida no utilitário, sem os documentos de porte obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e van legalizada trafegando com condutor sem autorização.

Já em Bangu, entre as irregularidades flagradas nos modais, destacam-se: selo de vistoria fora da validade, falta de autorização para o auxiliar de transporte exercer a função e permissionário sem os documentos de porte obrigatório pelo Código de Trânsito Brasileiro. Em ações pelas ruas de Santa Cruz, fiscais autuaram permissionários por motivos como van com lotação excedente, veículos com problemas no freio, em mau estado de conservação e motorista falando ao celular enquanto dirigia.

As ações da Coordenadoria seguem intensificadas em diversos pontos da cidade, além da ação de ordenamento urbano realizada pela Seop na Zona Oeste. A CETC destaca a importância da população no registro de denúncias, que são anônimas e podem ser realizadas por meio do 1746 em posse da placa, data, horário e local com o objetivo de auxiliar no direcionamento e planejamento das ações.