Policiais da 43ª DP Guaratiba estouram local usado para a prática de “rinha de galo”

Policiais da 43ª DP (Guaratiba) estouraram, nesta terça-feira, um local onde era mantidas cerca de 120 aves que eram usadas para a prática ilegal de “rinha de galo”. O responsável pelo local, identificado como Antônio dos Anjos, foi autuado pelos crimes e furto de água e maus-tratos aos animais.

Com base em uma denúncia anônima de que membros da milícia local estariam explorando atividades de “rinha de galos”, os policiais foram até o número 36 da Rua Projetada Machado, em Guaratiba, onde encontraram equipamento para o desenvolvimento deste tipo de atividade.

Na propriedade de cerca de mil metros quadrados, contendo várias edificações, algumas delas específicas, no formato de viveiros, foram apreendidos em torno de 120 galos, que eram mantidos presos. No local também foi identificado petrechos específicos utilizados em rinhas de animais, como ringues para a execução de combates entre os animais, e “esporões”, peças de plástico adaptadas nas patas das aves para aumentar sua potencialidade e agressividade durante o combate.

Durante a realização da perícia no local, além da constatação dos maus tratos aos animais, também foi identificado o furto de energia elétrica e de água na propriedade.