Isso ninguém mostra:

 

O Disque Rio Contra a Corrupção, central de atendimento telefônico da Controladoria Geral do Estado (CGE RJ) que  recebe denuncias envolvendo agentes públicos estaduais, completa um mês nesta quinta-feira (9/5). Ao todo, foram recebidas 175 ligações, com 33 investigações já em andamento.
Segundo o controlador-geral do Estado, Bernardo Barbosa, os primeiros resultados superaram sua expectativa. Ele acredita que, com o serviço se tornando mais popular, a tendência é aumentar a procura.
– Ficamos satisfeitos com esse resultado no primeiro mês, mas sabemos que a população ainda está conhecendo o Disque Rio Contra a Corrupção. Assim que os primeiros resultados aparecerem, não tenho dúvidas de que mais pessoas vão se sentir estimuladas para expor as irregularidades das quais são vítimas há anos -, garantiu o controlador-geral, ressaltando que as denúncias são feitas de forma anônima.
O serviço telefônico funciona através do número (21) 2276-6556, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. O custo é o de uma ligação normal para telefone fixo. Podem ser denunciados atos de corrupção como tentativa de suborno, desvio de dinheiro público, nomeação de funcionários fantasmas, entre outros.
A central de denúncias do Disque Rio Contra a Corrupção funciona no CICC e conta com servidores da Controladoria Geral do Estado capacitados para extrair o máximo de informações do denunciante. Ao receber uma denúncia, o setor de Ouvidoria e Transparência Geral do Estado, subordinado à CGE, vai analisar o conteúdo e decidir se ela será investigada internamente ou encaminhada para a secretaria responsável.