Campo Grande usa o regulamento e garante vaga na Copa Rio

O Galo da Zona Oeste voltou ao Estádio Joaquim Flores, campo do Nova Cidade, em Nilópolis, na tarde desta quarta (12.06), e mesmo perdendo pelo placar de 2×0 para o Itaboraí Profute FC, venceu a fase preliminar e garantiu vaga na primeira fase da Copa Rio 2019. No jogo de ida o Campusca venceu por 3×0 e o saldo de gols fez a diferença. Com o resultado o Campo Grande Atlético Clube estreará na primeira fase, no próximo dia 19, ainda no Estádio Joaquim Flores, contra o Queimados Futebol Clube, as 15 hs. A partida de volta será no dia 26.06.

O pequeno e entusiasmado público que prestigiou a partida – apenas 300 ingressos foram disponibilizados – viu um jogo bastante movimentado do início ao fim. O time do Itaboraí Profute que precisava vencer por mais de três gols para se classificar não perdeu tempo e abriu o placar aos 5 minutos numa bela finalização do camisa número 11 Lelê. O gol deu mais velocidade à partida. O Campo Grande, assustado com o gol precoce, procurava não dar espaço ao adversário, que partia com tudo e chegou a criar duas oportunidades claras para ampliar. O sol no rosto da zaga alvinegra aumentava os problemas que só foram amenizados após a parada técnica. O Campo Grande voltou mais tranquilo e o jogo ficou equilibrado no meio campo, com as duas equipes buscando a posse de bola e a saída rápida. Uma única oportunidade de gol surgiu mas não valeu, o árbitro anulou o que seria gol de empate, e o primeiro tempo terminou 1×0 Itaboraí, que perdeu o excelente volante Léo contundido.
No segundo tempo o Itaboraí voltou a tomar a iniciativa da partida e construiu três boas tramas, que foram respondidas a altura pelo Campo Grande, que já tinha trocado Jean por Diego Basílio numa clara demonstração de que ia administrar o resultado. Com o passar do tempo, o time do Itaboraí sentiu o desgaste físico, e a velocidade e as penetrações perderam força. Pinho e Lelê deram lugar a Mateus e Waguinho que se limitaram a levantar a bola na área, tudo que queria o goleiro Lucas Lopes do Campo Grande. Do alto dos seus 1,90 cm tirava todas e tranquilizava sua zaga. O Campo Grande fazia uma partida consciente de que só precisa não tomar gols e por isso trocou o centro avante Fábio Saci pelo volante Claudio, inibindo as chances de sofrer contra ataques.

Diego desloca Lucas Lopes e converte: 2×0

 

Entretanto, aos 43 minutos, num segundo cochilo da zaga, o juiz marcou pênalti contra o Campo Grande que o atacante número 10 Diego converteu: 2×0. Restavam pouco mais de 6 minutos para o fim do jogo e a esperança do terceiro e salvador gol surgiu, contudo, a experiência do Campo Grande falou mais alto. O técnico Vilson Porto ganhou uns preciosos minutinhos fazendo sua última substituição colocando Luiz no lugar de Jefferson. A seguir, o que se viu foi o Galo da Zona Oeste prender a bola no ataque, frustrando a natural pressão que não veio. Placar final: 2×0 Itaboraí Profute e Campo Grande classsificado.
Equipes:
Itaboraí Profute: Thiago, Baiano, Robson, Zeca, Léo (Handriw) e Cris. Cruz, Pingo (Mateus) e Jorginho. Diego e Lelê (Fred).
Técnico – Emerson Lima – interino –

Campo Grande: Lucas Lopes, Fabio Henrique, Felipe, Paulo Roberto, Vitor e Ângelo. Jean (Diego Basílio), Hebert, Fabio Saci (Cláudio) e Gean Max e Jefferson (Luiz).
Técnico – Vilson Porto

Árbitro da Partida – Diego da Silva Loureço
Auxiliares- Renato Xavier e Ricardo Nogueira