Vocação Educador

A Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro, antiga Zona Rural, Sertão Carioca, sempre acenou para o Estado e para o Mundo como uma opção de vida próspera. Libaneses, portugueses, espanhóis, com sua sabedoria e força de trabalho, participaram ativamente do seu desenvolvimento.
O professor Reitor Antônio José Zaib, filho de libaneses, nascido em Santa Cruz no ano de 1927, nos surpreendeu positivamente quando se dedicou à educação e quebrou o paradigma de que eles só eram bons no comércio.
Foi no século passado, no início dos anos 70, quando acompanhou seu pai numa visita ao Líbano, onde se despediria para sempre do seu avô, que o hoje educador Antônio José Zaib conheceu seus familiares libaneses, e neles à veia da educação; três anos depois (1975), de volta da viagem, encantado com o respeito e distinção adquirido por seus familiares educadores junto ao governo libanês, convenceu seus irmãos, religiosos e estudiosos, a investirem na educação. Se tornou o pioneiro da educação privada em Santa Cruz. Virou parceiro do governo ao fundar o Instituto Comercial São José, depois Ginásio São José, hoje Colégio Dom Oton Mota. Na cultura também tomou a dianteira inaugurando o Cine Sepetiba que por muitos anos entreteu o povo de Sepetiba. Bem antes, porém, aos 28 anos de idade, já circulava nos salões sociais se aconselhando e dialogando com seus mestres sobre o que era bom para a sociedade local. Daí surgiu o Iate Clube Sepetiba.
A paixão pela educação não produziu em seus irmãos os efeitos necessários para juntos alcançarem o status de educadores superiores. A solução foi olhar para a imensidão da Zona Oeste e aportar em Bangu, onde fundou o Colégio Rio da Prata.
O sonho da Faculdade estava por acontecer.
Não foi em Bangu, pois os “Guilhermes da Silveira” não queriam “sombras” e continuavam dificultando as negociações com suas terras. A alternativa foi comprar em Realengo no ano de 1969 e fundar o Colégio Realengo, hoje um complexo educativo composto pela Creche Aldeia Miriam, Colégio Realengo, Colégio Curso de Aplicação Vila Militar, Colégio Curso de Aplicação Taquara e o Centro Universitário São José, que abriga a Faculdade de Odontologia São José, referência no estado. 16 outras Faculdades, além de 2 clínicas – Fisioterapia e Odontologia – compõem o Complexo Educacional que completou 50 anos no mês de abril passado com aproximadamente 6.000 alunos. Destaque para a primeira Faculdade de Administração Hospitalar do Brasil criada no ano de 1980. Nela estudaram e se formaram os oficiais do HCE – Hospital Central do Exército.
Fora da educação foi sócio benemérito da Associação Comercial e Empresarial da Região de Bangu e sócio fundador e benemérito da Associação Comercial e Industrial de Realengo.
O professor Reitor Antônio ZAIB credita o sucesso do seu empreendimento a seus filhos e esposa que acreditam no seu projeto de educação e juntos sustentam a parceria de sucesso firmada com seus docentes, discentes, colaboradores e sociedade local.
Ainda no rol de credores do seu prestígio, agradecimento e admiração, se destacam os Generais Mena Machado e Eduardo Vilas Boas; o Arcebispo de Brasília José Newton de Almeida de Baptista e o Arcebispo de Belo Horizonte Dom Serafim, diretor da Pontifícia Universidade Católica e membro do Conselho Federal de Educação, que muito contribuíram com seu projeto de educação para a Zona Oeste.

” O projeto não parou aí, vamos continuar prestando bons serviços à sociedade, a Faculdade de Medicina depende também da reflexão que a classe médica fizer”.