Zona Oeste se destaca no projeto Hortas Escolares e Campo Grande vai ganhar viveiro

A Cidade do Rio de Janeiro tem a maior rede escolar da América Latina, contando com mais de 1500 escolas.  Como forma de dinamizar o processo educativo,  a prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Educação,  conta com uma Coordenação de Projetos de Extensão Curricular só para gerir os projetos pedagógicos.  Dentre esses ações,   o projeto hortas escolares se destaca como um dos carros-chefes da Secretaria de Educação.  Ao todo,  mais de 200 escolas já possuem ou estão em em fase de implantação de hortas escolares.  Das Escolas com hortas escolares, 23 delas contam com a parceria do projeto hortas Cariocas, da Secretaria de Meio Ambiente.

 Dentro  das ações das hortas escolares, existem as hortas orgânicas (cultivadas em terra, mas  sem agrotóxicos),  as hortas hidropônicas (onde as hortaliças são plantadas na água),  minhocarios,  hortas alternativas (também chamadas de suspensas),  hortas inclusivas (para alunos com necessidades especiais) e a  compostagem – Neste processo as cascas da cozinha escolar, que iriam para o lixo, juntam-se as folhas de árvores e tornam-se adubo para horta da Escola.

 O projeto horta escolar tem como objetivo usar a horta no processo educativo!  Segundo a própria Secretaria de Educação, as hortas são usadas como instrumento para diferentes disciplinas onde os professores trabalham o conteúdo, tendo a horta como um laboratório vivo.

 A Zona Oeste do Rio se destaca como a região com a maior concentração de hortas escolares. Só  10a CRE,  região integra Santa Cruz, Guaratiba, Paciencia e Sepetiba,  o número de hortas já chega a quase 60.  Na área, existe uma parceria muito bem instituída entre a educação e a Coordenação de Saúde local,  por meio do programa saúde na escola (PSE) onde  tem-se  aproveitado o espaço da horta escolar para o desenvolvimento de ações de saúde, abordando entre outras coisas, assuntos relacionados à alimentação saudável e plantas medicinais.

 Hoje a secretaria de educação  Já possui  um Horto  no bairro da Tijuca,  que fornece mudas  para as escolas  que já aderiram ao projeto  e Para 2020,  a secretaria de Educação já está providenciando a construção de novos hortos para suprir toda a demanda de mudas para as hortas escolares. A zona Oeste contará com viveiro no bairro de Campo Grande.  com isso, espera-se que programa na Região  tome ainda mais vulto.

 Vamos seguir vamos seguir acompanhando este projeto e torcendo pelo se sucesso!