Delegado de Campo Grande aceita colaboração

35a Delegacia de Policia, em Campo Grande, há muito tempo vive de colaborações esporádicas de empresários locais para manter suas atividades em pleno funcionamento. É comum faltar suprimentos, equipamentos e pessoal. Suas instalações carecem de manutenção, a última identificada por nossa equipe foi custeada pela indústria de bebidas Guaracamp. A sociedade organizada local tem solicitado uma nova delegacia para o bairro sem sucesso. Novas instalações para o 40o BPM Batalhão de Polícia Militar, hoje abrigado no RPMONT – Regimento de Polícia Montada, também vista como necessárias para melhoria da segurança local, tem negociações avançadas com o Comando Geral da PM, porém, sem prazo para acontecer.A intenção é transferi-lo para uma área do DETRAN na Estrada do Mendanha.
Apesar da situação precária a Secretaria de Segurança ainda instalou na delegacia de Campo Grande uma Central de Flagrantes que registra e investiga delitos cometidos no perímetro de Santa Cruz a Realengo.
O delgado titular, Dr. Luis Armond, no cargo desde 2019, disse que apesar disso, junto com sua equipe, tem se esforçado para dar conta da demanda e que continua aceitando colaborações. “A OAB Campo Grande e a Universidade Cândido Mendes estão colaborando num projeto que visa usar universitários estagiários do curso de Direito no atendimento”; estamos trabalhando muito, prendendo milicianos e resolvendo caros de extorsões, lesões corporais, muitos deles derivados da atuação da milícia na região, disse. Quanto a relação com à comunidades o delegado esclareceu que recebe queixas e sugestões diretamente no cartório da delegacia e também pessoalmente, desde que o cado justifique.